Pular para o conteúdo principal

ESQUEMAS TÁTICOS E SUAS VARIAÇÕES



A INTERNACIONAL DE MILÃO MONTOU UM SISTEMA TÁTICO TODO VOLTADO PARA RONALDO





A Inter jogou com: 1- Pagliuca, 2- Zanetti, 3- West, 4- Bergomi, 6- Sartor; 5- Simeone, 8- Zé Elias, 7- Moriero, 9- Zamorano, 11- Djorkaef; 10 - Ronaldo

O esquema 4-2-3-1 favorece, claramente, a habilidade do brasileiro Ronaldinho. São 2 zagueiros centrais, 2 laterais, 2 meias de marcação, 3 meias ofensivos e apenas um atacante. A formação parece defensiva, o que não é verdade, visto que Moriero, Zamorano e Djorkaef têm características bem ofensivas. Além disso, Zé Elias costumava avançar, ajudando o ataque. Quando a equipe está perdendo, os 3 meias ofensivos (ou algum deles) podem encostar mais em Ronaldinho, podendo tornar o esquema um 4-2-2-2, um 4-4-2 (em caso de vitória parcial da equipe, voltando-se os meias ofensivos) ou ainda um 4-2-4 (mais raramente). Os meias podem, ainda, juntar-se em linha, formando um 4-5-1. Conclui-se, portanto, que o esquema é bem versátil e é favorecido pela boa qualidade técnica dos jogadores. Quando a equipe ataca, isso acontece com no mínimo 4 jogadores, que costumam ser apoiados pelos laterais. Quando defende, consegue aglomerar, se preciso, 8 jogadores fechando o meio e a defesa. Na frente, Ronaldinho faz os gols necessários, sempre auxiliado pela linha de 3 meias ofensivos.
____________________________________________________________________________________

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SISTEMAS TÁTICOS E SUAS VARIAÇÕES

O sistema WM foi considerada uma das primeiras organizações táticas no futebol.
Repare que as linhas pretas, unidas, formam o desenho de um W e de um M.


No fim da década de 20, na Inglaterra, o inglês Chapman criou o WM. Esse esquema foi trazido para o Brasil através do técnico Dori Krueschner. Eram 3 zagueiros (números 2, 3 e 4), dois meias defensivos (5 e 6), dois meias ofensivos (8 e 7) e três atacantes (9, 10, e 11). A essência do novo esquema de Chapman era o recuo do centromédio (número 3), de modo que ele exercesse a função de um zagueiro central. A defesa ficou mais protegida com o estabelecimento de 2 meias defensivos, o que possibilitou uma melhor marcação dos atacantes adversários.

GRITAR NA BEIRA DO GRAMADO: É PRÉ REQUISITO PARA SER TREINADOR DE FUTEBOL?

Treinadores, sem perder de vista o que realmente é importante, têm que encenar na beira do campo, fazendo gestos e até berrando para manter seus empregos
Assistindo a um jogo da Copa do Mundo 2009 de futebol sub-17, entre as seleções da Nigéria e da Espanha, pela internet, me chamou a atenção um diálogo entre o narrador e o comentarista da partida, que de certa forma não entendiam como o treinador de uma das equipes (o da Nigéria) podia permanecer sentado durante todo o jogo sem passar instruções ao seu time.

O narrador questionava a real “utilidade” de se ter um treinador sentado o tempo todo no banco de reservas. O comentarista completava dizendo que para essa faixa etária (jogadores sub-17), já se podia considerar futebol de “alto nível competitivo”, e que portanto o treinador devia, mas não precisava, ficar o tempo todo na beira do gramado passando as suas instruções – e “emendou” que a ação do treinador no campo falando aos jogadores era dependente da idade e experiência dos jogad…

LOGOTIPOS DOS CLUBES DA LIGA INGLESA

Arsenal Aston Villa Blackburn Rovers Bolton Wanderers Chelsea Londres Birmingham Blackburn Bolton Londres
(campeão 2011) Everton Fulham Liverpool Manchester City Manchester Utd Liverpool Londres Liverpool Manchester Manchester Newcastle United Norwich City Queens Park Rangers Stoke City Sunderland Newcastle Norwich Londres Stoke-on-Trent Sunderland Swansea Tottenham Hotspur West Bromwich Albion Wigan Athletic Wolverhampton Swansea (GAL)